Atualize seu navegador!
Notícias

Escola Girassol completa 44 anos hoje

Cento e cinquenta pessoas são atendidas em São Bento do Sul

 

Há 44 anos, no dia 2 de maio de 1970, foi fundada a Escola Girassol de São Bento do Sul, na ocasião, denominada Fundação Dr Escobar Filho. A semente do projeto, contudo, foi lançada no final da década anterior, com o trabalho de extensionistas que passaram a realizar visitas domiciliares no município, constatando que, em algumas famílias, haviam crianças com deficiências intelectuais. Assim, um grupo de pessoas da comunidade local passou a se reunir com o objetivo de criar um atendimento específico e profissional àquelas pessoas.

 

No início, eram apenas cinco funcionários e nove alunos. Em 1974, com a criação da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) em São Bento do Sul, a entidade passou a ser a mantenedora da escola, que, a partir de então, precisou ser ampliada devido ao aumento do número de alunos. O imóvel cedido pelo poder público naquele tempo logo ficou pequeno para o atendimento necessário – então, a APAE construiu sua sede. Com o passar dos anos, os números da entidade cresceram tanto quanto a própria cidade. Atualmente, os 150 alunos são atendidos por 47 funcionários, sem contar os voluntários e os estagiários que a APAE recebe.

 

Outra mudança que aconteceu com o decorrer tempo foi a adequação da entidade às diretrizes da Federação Nacional das APAEs e da Federação das APAEs de Santa Catarina. Com recursos oriundos de convênios com os três níveis de governo – municipal, estadual e federal – e com contribuições de pessoas físicas e jurídicas, a APAE hoje conta com um amplo leque de serviços, os quais são baseados nas áreas educacional (professores habilitados trabalhando diretamente com os alunos), de saúde/reabilitação (psicologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e fisioterapia) e de assistência social (inclusive com a participação familiar no processo).

 

A participação da família, aliás, é uma constante, principalmente mediante o Clube de Mães, atualmente composto por 35 familiares e 10 voluntárias. Outro destaque diz respeito à capacitação de alunos para o mercado de trabalho. A gama de atividades realizadas e projetos desenvolvidos pela equipe técnica e pedagógica da APAE resulta, ainda, em práticas artísticas (folclore, coral, dança, dublagem e interpretação) e esportivas (natação, atletismo, judô, tênis de mesa e futsal).

 

Participação comunitária

 

A APAE tem marcado presença efetiva na comunidade com eventos e com representantes em diferentes conselhos municipais, com destaque para o Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência e do Idoso. Outra proposta que tem alcançado grande repercussão junto à sociedade local é o programa “Compreender para Prevenir”, coordenado pela assistente social Ângela Bitencourt. Tratando justamente de prevenção de deficiências, o programa, que já conquistou o reconhecimento estadual pelas suas práticas, foi o responsável pela realização de 62 palestras em São Bento do Sul, no ano passado, beneficiando 2,1 mil pessoas. Em outubro de 2013, no Centro Cultural Dr Genésio Tureck, a Escola Girassol promoveu o II Seminário de Prevenção de Deficiências, com a presença do coordenador nacional de Prevenção e Saúde da Federação Nacional das APAEs, Rui Pilotto.

 

Diretoria

 

Atualmente a Escola Girassol é dirigida por Maria Goreti Ehlke, enquanto a APAE tem Harriet Hackbarth na presidência. A atual diretoria, empossada em janeiro, conta com membros que já fizeram parte de diretorias anteriores. Outros, por sua vez, são novos membros, embora já colaborem de diversas formas como voluntários. Os integrantes destacam o apoio de órgãos governamentais, empresas e comunidade para execução de diferentes projetos.


Fonte: Jornal A Gazeta, 02 de maio de 2014.