Atualize seu navegador!
Notícias

Cozinha e refeitório inaugurados

  • As novas instalações da escola - Foto Elvis Lozeiko A Gazeta (6)
  • As novas instalações da escola - Foto Elvis Lozeiko A Gazeta (1)
  • As novas instalações da escola - Foto Elvis Lozeiko A Gazeta (3)
  • As novas instalações da escola - Foto Elvis Lozeiko A Gazeta (2)
  • Audodefensor Désio Penkal - Foto Elvis Lozeiko A Gazeta
  • As novas instalações da escola - Foto Elvis Lozeiko A Gazeta (5)
  • Deputado estadual Antônio Aguiar - Foto Elvis Lozeiko A Gazeta
  • Diretora Maria Goreti Ehlke - Foto Elvis Lozeiko A Gazeta
  • As novas instalações da escola - Foto Elvis Lozeiko A Gazeta (7)
  • O Grupo Folclórico Sonnen Blumen - Foto Elvis Lozeiko A Gazeta
  • O descerramento da fita inaugural - Foto Elvis Lozeiko A Gazeta
  • O Coral Girassol - Foto Elvis Lozeiko A Gazeta
  • As novas instalações da escola - Foto Elvis Lozeiko A Gazeta (4)
  • Secretário executivo Abel Schroeder - Foto Elvis Lozeiko A Gazeta

Os investimentos nas obras somam R$ 173,8 mil

Na segunda-feira, 9 de agosto, foram inauguradas as obras de ampliação e reforma da cozinha e do refeitório da Escola Girassol de São Bento do Sul. Com investimento de R$ 173,8 mil, sendo R$ 150 mil do Fundosocial (governo estadual) e o restante a contrapartida do estabelecimento, as instalações incrementam a estrutura de atendimento aos 150 alunos da instituição.

O autodefensor Désio Penkal foi o responsável pelo agradecimento às autoridades, em nome dos alunos. O ato inaugural contou com apresentação do Coral Girassol e do Grupo Germânico Sonnen Blume. Ex-diretores da escola, Zulma Grossl e José Augustin participaram da solenidade.

A atual diretora da escola, Maria Goreti Ehlke, usou uma frase da música “Prelúdio”, de Raul Seixas, para resumir a importância do trabalho conjunto: “Sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha só. Mas sonho que se sonha junto é realidade”. Goreti agradeceu ao deputado estadual Antônio Aguiar (PMDB), responsável pela emenda com os recursos necessários para o espaço. Emocionada, a diretora disse que a cozinha e o refeitório significam não apenas acessibilidade, mas, sobretudo, dignidade aos alunos, que agora têm um ambiente propício para as refeições.

Harriet Hackbarth, presidente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), mantenedora da escola, falou das dificuldades financeiras, da burocracia e da correria para entregar toda a documentação exigida pela Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Mafra. A presidente da associação também deixou um agradecimento a todos os envolvidos com a concretização da obra, desde alunos, pais, funcionários, diretores, poder público e entidades. “Até a empreiteira fez mais do que a sua obrigação”, disse ela, referindo-se à Empreiteira de Obras Leão Ltda.

Representando a empresa, Lourival Negrelli inclusive ganhou um brinde após a solenidade. Harriet deixou, ainda, um registro especial a quem adquiriu bilhetes da ação entre amigos, cujos recursos foram utilizados para compor a contrapartida ao projeto.

 

Recursos e documentos

O deputado Antônio Aguiar, por sua vez, lembrou que, quando iniciaram as tratativas para dar forma à cozinha e ao refeitório da Escol Girassol, citou aos representantes da entidade que o dinheiro estava disponível, mas que seria necessário disponibilizar toda a documentação exigida por lei a tempo. “Isso prova que ninguém faz nada sozinho”, comentou. O parlamentar ainda deixou um elogio à instituição são-bentense. “Profissionalmente falando, a Apae de São Bento do Sul é uma das melhores de Santa Catarina”, disse.

Já o secretário-executivo Abel Schroeder, da ADR de Mafra, falou da satisfação de participar da inauguração, sob ponto de vista do homem público. “Em 90% das situações, vivemos a agonia de não conseguir corresponder ao que a comunidade pede”, observou. “Porém, quando as coisas acontecem, esses 10% são tão gratificantes que nos motiva para continuarmos lutando”, declarou.



Fonte: Jornal A Gazeta